INSÍGNIA ACADÊMICA

 

 Tem as seguintes características e dimensões:

- Peça redonda em metal, com diâmetro de 6,7 cm. Ao centro um livro aberto em exposição mostrando uma cuia de chimarrão sobre dois ramos de erva-mate. O livro aberto possui suas folhas centrais em azul claro e o contorno em dourado, medindo 6,4 cm na base, 4,5 cm na parte superior e 3,5 cm de profundidade. As folhas, na parte superior são onduladas partindo do centro. O contorno da cuia de chimarrão deverá ser em dourado de alto relevo, com uma espessura de 0,05 cm.

- A cuia de chimarrão, preenchendo as páginas centrais do livro, sem tocar em suas bordas, na cor marrom e com o contorno na espessura de 0,05 cm em dourado, terá ao centro o Cruzeiro do Sul para representar o vínculo com a Academia de Letras do Brasil, com as respectivas estrelas na cor branca. Acima de suas bordas um montículo de erva-mate na cor verde e a bomba de sucção na cor dourada. Abaixo desta, na cor verde com contornos de 0,05 cm dourados, dois ramos de erva-mate, estendendo-se cada um para as páginas da direita e da esquerda, sem tocar em suas bordas, formando um ângulo que contorna a cuia.

- Na parte superior da medalha, uma fita vermelha, com 1,0 cm de largura, tendo as pontas dobradas para dentro e para cima, contorno em dourado com 0,1 cm, sustentando a inscrição “ACADEMIA DE LETRAS” também em dourado.

- Na parte inferior da medalha, uma fita vermelha com 1,0 cm de largura, tendo as pontas dobradas para dentro e para baixo, contorno em dourado com 0,1 cm, sustentando a inscrição “DO BRASIL/SC – CANOINHAS”.

- As letras em ambas as fitas vermelhas, deverão ter a espessura de 0,1 cm.

- Ambas as fitas se projetam 3 mm da circunferência externa da medalha acompanhando seu ângulo.

- Entre a base do livro e a borda superior da fita inferior, um campo de fundo branco, com os dizeres “FUNDADA EM 02/05/2014”, na cor dourada, com espessura de 0,05 cm.

- Entre a parte superior do livro e a borda inferior da fita superior, um campo de fundo branco.

- Nas laterais, entre as bordas do livro e a extremidade externa da medalha, um campo de fundo branco.

- A medalha terá na sua parte superior um elo em metal dourado, para permitir a fixação a uma corrente, também dourada. O diâmetro interno do elo deverá ser de 0,3 cm e seu diâmetro externo de 0,5 cm.

Significado das cores:

O dourado, sobre o qual é impressa a insígnia, representa a nobreza com que devem se portar os escritores da ALB/SC-Canoinhas na sua produção literária.

O livro representa a essência do escritor, que é a sua produção literária. O livro aberto mostra que a ALB/SC-Canoinhas e seus escritores, tem a obrigação de uma produção contínua.

O fundo branco sobre o qual repousa o livro, representa a pureza, a integridade e a firmeza, qualidades que devem estar sempre presentes nos escritores integrantes da ALB/SC-Canoinhas. As estrelas brancas do Cruzeiro do Sul representam a paz, que deve nortear seus trabalhos.

O azul claro das páginas do livro representa o céu que se impõe sobre nossa região. No livro, especificamente, simboliza o infinito, ou seja, a liberdade plena do escritor em manifestar suas ideias.

O marrom da cuia é a cor natural do porongo, utilizado na sua confecção. O montículo verde sobre esta e a bomba de sucção em dourado, representam o “ouro-verde” que deu origem à cidade de Canoinhas, tendo sido inclusive seu primeiro nome.

As fitas tem, meramente, a função de sustentar as inscrições e sua cor vermelha traz a lembrança do sangue dos canoinhenses, derramado na Guerra do Contestado.

A corrente dourada, além de dar sustentação para a medalha, representa a união dos escritores.

As cores da academia serão o verde-floresta, representando a riqueza florestal da região, o dourado, combinando com o verde para simbolizar o “ouro-verde” e o vermelho, simbolizando o sangue derramado pelos canoinhenses na Guerra do Contestado.

 

Heráldica: Acadêmico Francisco de Assis Vitovski

ESTANDARTE ALB/ CANOINHAS

Tem as seguintes dimensões e características:

 

- Horizontal : 128 cm

- Vertical : 100 cm

Será confeccionado na cor verde-bandeira e no lado oposto ao mastro  uma faixa vertical de alto a baixo na cor vermelha, com 10 cm de largura.

Nas bordas, exceto a do mastro, será ornamentado com galões dourados em forma de franja.

No centro, terá bordado parte da insígnia da ALB/SC-Canoinhas, composta somente do livro com seu conteúdo e cores originais, diretamente sobre o fundo verde do pano do estandarte.

 Acima do livro, em letras góticas douradas, será bordada a inscrição “Academia de Letras do Brasil/SC”  , com as palavras posicionadas em arco.

Abaixo do livro, será bordada também em letras góticas douradas a palavra: “Canoinhas-SC”, esta na posição horizontal e abaixo desta, também na horizontal, com o mesmo tipo de letra e cor dourada, os dizeres: “ Fundada em 02/05/2014 “.

 

Significado das cores:

A cor verde-bandeira, representa a riqueza florestal da região, liderada pela erva-mate.

A faixa vermelha de alto a baixo, representa o sangue dos canoinhenses, derramado na Guerra do Contestado, episódio bélico que marcou o início da cidade de Canoinhas.

Os galões dourados da franja representam o “ouro-verde” , termo que simboliza a riqueza obtida com a erva-mate e foi o primeiro nome dado à cidade por ocasião de sua fundação.

As cores da parte da insígnia representada pelo livro e seu conteúdo, estão descritas na composição da insígnia da Academia.

A cor dourada das letras dos dizeres que complementam o conteúdo do estandarte, representam a nobreza com que devem se portar os escritores da ALB/SC-Canoinhas, na sua produção literária.

 

Heráldica: Acadêmico Francisco de Assis Vitovski

A s velas que iluminam as sessões solenes da ALB Canoinhas representam a luz da sabedoria. 

A vela verde representa a riqueza de nossa terra, cujo carro-chefe é a erva-mate.

A vela vermelha representa o sangue derramado pelo catarinense na  Guerra do Contestado, assim como o ardor literário que norteia os acadêmicos.

A vela dourada representa a riqueza regional e o valor dos trabalhos literários produzidosn a ALB Canoinhas.

Ao final da sessão as velas não são apagadas, são "adormecidas", pois a luz do conhecimento jamais se apaga.

  • Twitter Clean
  • w-facebook
  • w-youtube
  • w-flickr

Rua Senador Felipe Schmidt, 1355

Canoinhas - SC